VAMOS VIVENDO A VIDA

 

 


Vamos procurar viver a vida como ela deve ser vivida... em paz com nosso interior.
Osculos e amplexos
Marcial
 
VAMOS VIVENDO A VIDA
Marcial Salaverry

O que deve ser nossa maior preocupação, é entender que a vida deve ser vivida da melhor maneira possível. Devemos procurar tirar proveito das boas fases por que passamos, porque não sabemos quanto tempo vão durar.
Então, se estamos vivendo um grande amor, devemos curti-lo ao máximo, não nos preocupando se ele será eterno ou não. Se por quaisquer circunstâncias que aconteçam, ele continuará nos aquecendo o coração, ou se sentiremos aquele frio que nos invade a alma quando um amor termina. Como disse "alguém": "Que seja eterno enquanto dure." Ou tambem, "Que seja eterno enquanto é terno". Então temos que vivê-lo, enquanto ele está vivo.
Mas enquanto o temos, enquanto o estamos vivendo, devemos curtir o momento ao máximo, e da maneira que for possível, sem permitir que nada atrapalhe o momento de gostosa felicidade que atravessamos.
Servindo também como uma homenagem ao autor da mensagem que vou utilizar hoje, ele, que foi uma das pessoas que mais curtiu a vida, tendo sugado tudo que a vida lhe poderia proporcionar, viveu como quis e como queria. Trata-se de nosso inesquecível Mário Lago, um dos maiores nomes da arte brasileira, seja como escritor, compositor, poeta, dramaturgo, cômico, artista de rádio, televisão, cinema, comentarista esportivo, e sei mais lá o que. Só sei dizer que ele era o ARTISTA COMPLETO. Bom de tudo e em todas as atividades. Esta mensagem foi uma das coisas mais lidas, ditas e repetidas dos últimos tempos, e também cito, pois a considero simplesmente fantástica:
"Eu fiz um acordo de coexistência pacífica com o tempo. Nem ele me persegue e nem eu fujo dele. Qualquer dia a gente se encontra."
Dito isto, dito tudo. A vida está aí, cheia de possibilidades, cheia de vida, cheia de cores, com seus amores, suas dores, com seus problemas, com seus dilemas, com seus defeitos e virtudes, com pessoas boas e más, com escritores, com poetas, e também com bandidos e traficantes. Enfim, com todo um leque de opções aberto à nossa frente. Só nos cabe escolher como viver.
Como bem ocupar nosso tempo nesta nossa passagem pelo mundo, deve ser nossa maior preocupação. Poderemos marcar nossa presença de alguma maneira, boa ou má, depende do que fizermos. Também poderemos passar como criaturas amorfas, insignificantes, tudo depende de como vivermos.
O que realmente deve ser importante para nós pelo menos, é viver da maneira que nós escolhermos. Cada qual com sua opção. Desde que não prejudique ninguém, é válido que queira passar despercebido.
Penso ser mais válido procurarmos uma maneira de tornar mais útil nossa estadia aqui, procurando fazer algo que seja útil ou benéfico para alguém.
Para tanto, é preciso estarmos bem conosco mesmo, é conditio sine qua non para que possamos espalhar nosso bem estar interior para outras pessoas. Se alguém não conseguir sua paz interior, dificilmente poderá ajudar alguém, pois será ela a precisar de ajuda.
Então, crianças, vamos curtir a vida como a temos no momento. Não adianta curtir uma situação de revolta porque existe fome na África, porque estão se matando no Oriente Médio, porque no Afeganistão isso, ou porque na Chechenia aquilo. Podemos, sim, nos penalizar com a situação, lamentar o que ocorre, mas como nada podemos fazer para a solução dessa situação, não adianta curtir uma de revolta com tal estado de coisas.
Precisamos mais cuidar do que ocorre à nossa volta, com nossa vida.
Nesse caso, todo aquele que estiver passando por um bom momento, tem todo direito de ser um pouco egoísta, e curtir. Não tenha medo de ser feliz apesar da crise da Etiópia. Você não é responsável por ela.
Se está vivendo um grande amor? Curta-o adoidadamente. Viva esse momento. Seja feliz.
Se ganhou na Mega Sena? Aproveite a grana e viva a vida. Vá viajar.(e se quiser dividir comigo, não se reprima...). Curta tudo a que tem direito.
Para começar... Que tal um gostoso abraço, desejando UM LINDO DIA... é muito bom isso.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados