QUANDO BATE A SAUDADE

 

 

Quando bate a saudade, temos que saber curti-la,
para que não comece a doer...
Temos que saber transformar uma saudade
que seja doída, numa doida e gostosa saudade...
Osculos e amplexos,
Marcial

QUANDO BATE A SAUDADE
Marcial Salaverry
 
Quando bate a saudade, é que podemos saber o que é sentir saudade, e muita gente já falou que sente saudade.  Saudade de alguém, saudade de algo, sente simplesmente saudade.  E o que vem a ser essa tal de saudade?
Segundo o dicionário, é:
"Lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoa ou coisa distinta ou extinta; Pesar pela ausência de alguém que nos é querido."
Então podemos dizer que sentir saudade é como sentir falta de alguma coisa que nos é muito cara, e pode ser de uma pessoa, ou de algo de que muito gostamos, e então pode ser saudade de uma pessoa a quem queremos muito bem e que não está ao nosso lado. O motivo da ausência pouco importa.  O fato é que esse ente querido não está presente.  Então, sentimos saudade, aquela falta que sua ausência provoca.  Aquele aperto no coração, aquele nó na garganta que surge ao nos lembrarmos desse alguém, que era especial.
Diz-se mesmo, que a saudade dói, e nesse caso, o que se pode fazer para amenizar essa dor?  Apenas posso sugerir, à guisa de analgésico, uma receita muito simples, e que funciona sempre, ou quase sempre, que é buscar na lembrança os momentos felizes vividos ao lado dessa pessoa, e assim, quando a dor quiser se instalar, essa é uma maneira de afugentá-la, pois não há dor que resista às alegrias vividas.
Saudade de um amor que se foi, de alguém de quem um dia gostamos e que hoje já não está do nosso lado. Nesse caso, também a receita é a mesma.  Não há nada melhor do lembrar sempre os bons momentos vividos juntos.
Sentimos saudade também de animais de estimação que perdemos, e até mesmo de objetos aos quais nos habituamos e que quebraram. Quem dentre nós pode dizer que nunca sentiu saudade de um brinquedo que quebrou? Ou do cachorrinho que morreu? Ou de um computador cujo HD queimou e levou nossos arquivos?
Claro que é um sentimento diferente do que aquele produzido pela perda de um ente querido, mas não deixa de ser saudade...
Enfim, sentir saudade é sentir falta.  Tudo aquilo a que nos habituamos e que por um motivo ou outro perdemos, sempre provoca essa sensação estranha, definida como saudade.
Não deixa de ser um sentimento gostoso, pois só se sente saudade daquilo que deixa saudade e, para tanto, deve também representar boas lembranças.  Ninguém poderá sentir falta de alguém, ou de algo que provocou sofrimentos.  
Embora provoque aquele sentimento frustrante de algo ou de alguém que queríamos ter conosco e que não está junto, há que se convir que se não mais está conosco, pelo menos deixou boas recordações, e para elas podemos apelar para amenizar o sentimento de saudade.
Por exemplo, se por um motivo ou outro, vocês deixarem de receber estas mensagens, possivelmente sentirão saudade delas e, por tabela, de quem as escreve, mesmo considerando que muitos sequer me conhecem, mas como já se habituaram a recebe-las, fatalmente sentirão saudade. Tranquilizem-se, pois só estou usando como exemplo do que é SAUDADE que, afinal de contas, permanece indefinida, pois não pretendo parar tão cedo.
Então,  para que não sintam saudade de UM LINDO DIA, simplesmente, tenham-no...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados