ESPALHANDO AMIZADE E FELICIDADE

 


Na realidade, o ato de espalhar amizade,
é mais benéfico para quem espalha,
do que para quem recebe...
Para fechar a carranca, movemos mrios número
de músculos e nervos, do que para sorrir...
Assim, ao menos por economia, SORRIA...
Osculos e amplexos,
Marcial

 
ESPALHANDO AMIZADE E FELICIDADE
Marcial Salaverry

Com toda a certeza, o que de melhor temos a fazer na vida,  é procurar espalhar amizade e, a partir dela, felicidade.  Infelizmente nem todos pensam assim, e como resultado, encontramos pessoas que vivem mal humoradas, incapazes de um sorriso espontâneo, incapazes de uma gentileza.  Apesar de lamentarmos, vemos que nada podemos fazer, se elas se sentem bem assim... Embora a contragôsto, respeitemo-las, pois são pessoas que fazem do mau humor o real sentido de sua vida, sempre procurando afugentar quem delas tenta se aproximar.
Penso que muito melhor do que um tratamento frio e distante, seria oferecer um pouco de calor humano, de um sentimento amistoso. Um abraço, um aperto de mão, um gesto de solidariedade.
Não custa nada e faz bem para nosso espírito. Faz melhor efeito para quem o dá, do que para quem o recebe. É algo muito gratificante.
Essa disposição de espalhar amizade fica bem reforçada com um radioso sorriso.  Contudo, deve ser um sorriso espontâneo, que brote de nosso interior.  Não poderá ser uma daqueles sorrisos superficiais, que apenas dedicamos a certas ocasiões em que desejamos disfarçar nosso mau humor.  O chamado “sorriso amarelo”...
Para nos capacitarmos como “espalhadores de amizade”, não deveremos ter quaisquer preconceitos.  Concordo que nem todos merecem nossa amizade. Alguns sequer a desejam. Esperemos que eles se manifestem, sem nos deixar levar por algum pré julgamento.
Deveremos também sorrir com o olhar, e transmitir sinceridade.  Usar de franqueza faz bem para nosso espírito e facilita a comunicação. Procurar sempre olhar dentro dos olhos, mostrando nossa sinceridade, e facilitando para analisar melhor as pessoas.  Geralmente o olhar mostra o que vai por dentro.
Sempre deveremos respeitar as pessoas, com seus defeitos e virtudes, com suas tristezas ou alegrias. É a melhor maneira de sermos respeitados também. Ao notar algum defeito nas pessoas, deveremos usar de tato e bom senso para aponta-los, nunca o fazendo ofensivamente.
Enfim é importante saber usar do espírito de humanidade, escutando eventuais desabafos, da mesma maneira que gostamos de ser escutados, procurando tratar as pessoas com simpática cortesia, como gostamos de ser tratados.
Procurar ajudar na medida do possível, sempre dispensando aos demais o mesmo tratamento que gostamos de receber. Sempre procurando ser como um espelho, devolvendo a imagem que desejamos receber.  Assim se pratica a mais salutar de todas as amizades, ou seja, a amizade recíproca.  E isso faz muito bem para nosso espírito.
Saber ouvir é tão importante quanto saber falar, sempre dispensando a mesma atenção que gostamos de receber.
Essa é a base para um relacionamento amistoso.  Não podemos ser egoístas, desejando tudo apenas para nós.  Encontraremos pessoas maldosas que não saberão corresponder às nossas expectativas de amizade.  Nesse caso, o mais racional é nos afastarmos, se for impossível um bom entendimento.  Sem maiores atritos ou discussões, que nunca conduzem a lugar nenhum.
Polemizar certas situações não vale a pena.  A melhor tática em certos casos é o silêncio, que melhor falará do que uma discussão estéril.  Basta estar com a consciência tranquila.  Isto ajuda e muito.
Fazendo nossa parte para ver um mundo mais feliz, vamos chegar à conclusão de que somos os mais beneficiados, podendo nos considerar felizes.
Para melhor espalhar amizades, desejo que todos, sem exceção, tenham UM LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados