ASSIM AGE A CONSCIENCIA

 

 
Consciência é aquela coisinha chata
que incomoda algumas pessoas,
que insistem em ignorá-la...
Osculos e amplexos,
Marcial

ASSIM AGE A CONSCIENCIA
Marcial Salaverry

Assim age essa coisinha complicada que é essa tal de consciência, que está sempre pegando no pé de quem não age de acordo com seus ditames. Ela é silenciosa, mas por vezes chega a doer na alma de quem a respeita.
Muitas vezes, ela determina certos rumos, recusados por nossa vontade, pois detestamos ser contrariados em nossos interesses, e nem sempre ela sabe entender que aquilo que queremos, pode não ser ético, mas é o que precisamos fazer.
Está certo que cada qual tem sua consciência própria e seus limites, mas será que é válido tal pensamento? Geralmente a consciencia quer indicar o que realmente se pode e deve fazer, mas...
Será que a grande maioria dos políticos vive em paz com as respectivas consciências? Será que eles as tem? Será que essas figuras bem conhecidas que cometeram grandes falcatruas, prejudicando a vida de milhares de pessoas conseguem viver em paz com a consciência? Será que a consciência deles aceita numa boa, mensalões, mensalinhos, cuecas recheadas e malas de "dizimos"? Se tiverem ainda um restinho dela, claro que não conseguem sequer dormir à noite. Ou ao menos assim deveria ser. Certamente não o é, pois quem age dessa forma, já matou a coitadinha e a tem bem soterrada debaixo de muita grana...
Acontece que pessoas assim, esqueceram essa coisinha incômoda em algum lugar do passado. E não fazem a mínima questão de a reencontrar, pois isso iria atrapalhar muito a execução de suas falcatruas. Ela nunca iria permitir muitas coisas que acontecem por este mundo afora. Nem vale a pena falar delas, já que todos conhecem de sobejo as coisas que essas soturnas figuras andam aprontando...
Meu bom amigo René Descartes, nos legou uma mensagem muito interessante a esse respeito. Vejam:
A única verdade clara e final é a da consciência.
Essa verdade é uma grande verdade. Mas não para todo o mundo. Há quem não acredite. Claro. Não lhes convém sequer falar dela, que dizer tê-la...
Pode-se viver uma mentira por muito tempo. É uma vida falsa. Por mais que se consiga enfiar a consciência num saco e enterrá-la bem fundo, ela permanecerá em um escondido cantinho, latente, e mais cedo ou mais tarde, virá à tona e fará aparecer a verdade. Nessas condições, penso que sempre devemos viver em paz com essa coisinha, não a violentando. Há que se respeitá-la. Ao menos fazer um esforço nesse sentido.
E é muito fácil conseguir essa façanha, apenas procurando fazer sua parte, viver sua vida, sem prejudicar ninguém. Ajudando quando solicitado, e se possível for. Não podendo ajudar, pelo menos não atrapalhe. São as condições básicas para não violentar a consciência.
Não se pode esquecer que muitas vezes, atender a quem procura ajuda, pode até salvar vidas.
Claro que se pode agir melhor, por exemplo, se necessário for, fazer algum sacrifício para que se possa tirar alguém de um sufoco, já conta como crédito na contabilidade "consciencial". Fazer um esforço maior, dar algo de si em benefício de alguém necessitado, ajuda ainda mais a contabilidade.
Como vemos, basta procurar não fazer mal para outras pessoas, para manter nossa consciência tranquila. Para ganharmos créditos, existe algo mais a ser feito. É praticar a solidariedade.
Solidariedade não é apenas o ato de preencher cheques para instituições de caridade. É, principalmente, saber ouvir desabafos, aconselhar, enfim, todo tipo de ajuda que puder ser dado, não só a financeira. Apoio moral também é importante. Saber ouvir e entender os problemas alheios, também é solidariedade. Uma palavra de consolo também ajuda.
Vamos, então, procurar ser mais solidários? Nunca se esqueçam de que, se temos nossos problemas,  sempre haverá alguém com um problema maior ainda, e se pudermos fazer algo para minimizar essa situação, estaremos praticando um ato de solidariedade.
Espero que solidariamente tenhamos um LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados