NEM SEMPRE A SAUDADE É MOTIVO DE TRISTEZA

 

Na verdade, o que deixa saudade,
são momentos felizes já vividos...
Os tristes não deixam saudade, e podem e devem ser esquecidos...
Osculos e amplexos
Marcial

NEM SEMPRE A SAUDADE É MOTIVO DE TRISTEZA
Marcial Salaverry

Numa primeira idéia, parece ser óbvio que saudade sempre será indicativo de alguma tristeza, mas nem sempre é assim, pois a saudade pode ser provocada por alguma alegria que já sentimos, ou mesmo podemos sentir saudade de alguém que sequer conhecemos, mas por quem sentimos uma amizade muito forte, e cuja ausencia sempre será sentida...
Normalmente sentimos saudade de alguém cuja presença nos faz falta. Não é apenas de pessoas que se sente saudade, uma vez que podemos sofrer quando perdemos um animal de estimação, ou mesmo quando nos vemos privados de algum objeto que nos é muito caro (atualmente, o computador é o objeto que mais provoca saudade quando "nos deixa na mão").
"Saudade é a feliz melancolia de uma ausência presente", frase de autoria de nosso guru L'Inconnu, parece definir bem o que na realidade pode ser a saudade, muito bem definida pela expressão "feliz melancolia". Parece-me claro que só se sente saudade de algo ou de alguém que nos proporcionou alguma felicidade na vida.
Nessas condições a saudade, se bem administrada, bem pensada, pode nos representar alegria, confirmando assim o título deste texto...
Claro, se esse sentimento chamado saudade se aninha em nosso interior, é porque tivemos bons momentos ao lado de quem nos deixou. Não iremos lamentar a ausência de quem nos tenha prejudicado ou causado tristeza, e isso me parece claro, pois seria um tanto de masoquismo sentir falta de quem ou do que nos fez sofrer.
Assim sendo, como transformar a saudade, de tristeza em alegria? É simples. Se tivemos momentos de alegria, de felicidade ao lado desse alguém, o que podemos fazer, quando começar a pintar aquela tristeza, aquela amargura de não termos mais a companhia querida, é simplesmente concentrar nossos pensamento, lembrando desses momentos felizes.
Na verdade esse é um exercício mental que pode afastar a tristeza da saudade, ficando claro que não chega a ser uma alegria, uma felicidade, mas traz a "feliz melancolia da ausência presente". Ausência presente, sim, eis que a lembrança de bons momentos faz com que se chegue a "sentir" a presença do ausente, e tudo é uma questão de saber fazer esse exercício mental, já que  é muito melhor curtir a lembrança de momentos alegres, do que ficar lamentando a ausência de quem queríamos ter ao lado.
Há que se analisar ainda  que, seja lamentando a ausência, seja curtindo a lembrança de bons momentos, a vida vai continuar, o mundo vai continuar girando, o sol, a lua e as estrelas vão continuar a existir. Então,  por que não viver melhor? Por que insistir nas lamentações?
Assim sendo, com pensamentos positivos, com lembranças boas na cabeça, tudo nos parecerá melhor, e certamente  será mais fácil suportar a ausência dessa pessoa querida.
Por exemplo, quando existe a necessidade de nos afastarmos da pessoa que amamos, ao invés de lamentar esse afastamento, e derramar lágrimas de tristeza, sugiro desviar o rumo dos pensamentos, lembrando-nos apenas dos momentos de amor vividos juntos. Não parece bem melhor "puxar" a lembrança para esse lado?
Então crianças vamos sempre transformar a saudade, de uma tristeza, para uma feliz nostalgia, e assim podem ter certeza de que com essa mudança de linha de pensamento, a vida parecerá melhor. Garanto.
Então, continuando aqui presente, desejo que todos possam desfrutar de UM LINDO DIA, a ser repetido a cada dia vivido nesta vida...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados