A IMPORTANCIA DE UM PAPO COM DEUS

 

Não é preciso subir a montanha para com Ele falar...
Basta fechar os olhos, e concentrar-se com Fé...
Ele sempre te ouvirá...
Precisamos saber ouvi-Lo...
Osculos e amplexos

A VITAL IMPORTÂNCIA DE UM PAPO COM DEUS
Marcial Salaverry
 
Com plena e total convicção, considero de fundamental importância, saber como e quando conversar com Deus, que me desculpem os agnósticos, os ateus, os incréus, aqueles que não crêem em Deus, mas considero muito importante para nosso bem estar interior, bater um papo com o Amigão (que é como o trato na intimidade de nossa velha amizade).  Cada qual dentro de sua crença, de sua fé, certamente em algum momento sentirá necessidade de se dirigir a Alguém, pelo menos nas horas de aperto, que é quando mais nos lembramos de bater nosso papinho com quem nos poderá ajudar.

Particularmente, sempre estou mantendo meu diálogo, que me é de grande valia.

Existe uma frase recém criada, que acabei de ouvir:
 
"A fé remove montanhas."  (tá certo que um pouco de dinamite também ajuda, mas a Fé é fundamental...).

Penso que o caminho é esse, sempre devemos buscar aquele papo com o Amigão, e apenas há que saber interpretá-lo, para entender suas sábias palavras, que nos falam diretamente à alma.

Não procure explicações, eis que normalmente Ele não explica nada, tente apenas entender que as idéias aparecem na cabeça, e apenas precisamos saber apreender o que nos foi passado, e aprender com isso.

Quando estamos com problemas, ou vivendo algum drama, devemos procurar o lenitivo, que é a solução que podemos adotar, se a interpretarmos de maneira correta.

Não devemos procurar entender o que houve.  Não vale a pena indagar-se o porque de certas situações, de certas dores que nos afligiram, pois devemos apenas aceitar o que aconteceu, e procurar achar o lenitivo, a solução.  De que adiantará ficar questionando o fato já acontecido?  O que adiantará ficar lamentando ter feito, ou não ter feito algo? De que adiantará ficarmos quebrando a cabeça tentando entender o porque de algo de bom ou de mau que nos aconteceu? O mais coerente, será aceitar e ver o que se pode fazer para superar o problema, ou pelo menos minimizar seus efeitos, ao invés de se fazer a tradicional pergunta: "Por que comigo? " A única resposta possível, é exatamente esta: "Porque foi contigo..."
 
Não procure saber o porquê, porque realmente não vale a pena.  Vamos tentar acertar as coisas, ou aceitá-las pura e simplesmente. Afinal, o fato já aconteceu. Se a causa for conhecida, poderemos evitar sua repetição, e não evitar o que já houve. Portanto...

Apenas devemos  procurar a paz dentro de nosso coração, isso sim é importante, devemos saber aceitar a irreversabilidade de certos fatos, sem nos revoltarmos com o que houve, pois tal atitude só nos vai toldar o raciocínio, impedindo-nos de ver muitas coisas boas a nosso redor.  Isso, indiscutivelmente, deveremos saber encontrar.

Talvez demore um dia, um mês, um ano, ou mesmo uma vida, dependendo de nossa capacidade de absorção, de sabermos encarar corretamente os fatos e a vida em si.

Aceitando os fatos e encontrando a paz no coração, logo restarão apenas lembranças, e deveremos nos apegar àquela doce lembrança de bons momentos vividos, seja ao lado de pessoas queridas que se foram, seja em determinados locais onde passamos nossa vida, seja aceitando eventuais limitações que a vida nos impôs...

É esse o caminho, pois quando aquela nuvem de tristeza principiar a nos toldar as idéias, devemos procurar afastá-la, lembrando sempre daquilo de bom que ficou em nossa lembrança, ou seja, a doce saudade do que de bom tivemos na vida.   Prá que recordar tristezas?  Se alegrias existiram, deveremos revivê-las, ao menos nas lembranças.  Maus momentos, sempre deverão ser esquecidos.

Não é fácil, mas se fosse,  nada teria graça.  Temos que fazer nossa parte para melhorar nossa passagem por este mundo. 

Nunca nos esquecendo de que sempre espalhamos o que sentimos.  Se estivermos amargurados, transmitiremos amargura.  Se alegres, será alegria.  Portanto...

Fé, crianças.   Muita fé.  No Amigão, e em nossos amigos, que estarão sempre pedindo por nós em suas orações, como nós pedimos por eles.  Em momentos de dor, nunca deveremos nos esquecer de que sempre alguém se lembrará de pedir por nós.
 
E nos momentos de alegria, agradecer tudo isso, e essa benção, que é a felicidade que estivermos sentindo dentro de nós. 

Assim, com muita alegria interior, desejo a todos, com um sorriso nos lábios, que tenham UM LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados