VAMOS NAMORAR COM AMOR SINCERO

 


Namorar sempre é bom, sabendo
fazer de cada dia, o Dia dos Namorados...
Namorar com um carinho especial, com sinceridade,
pode ser o melhor presente...
E se há presente no momento presente, apresente-se para seu amor...
Osculos e amplexos,
Marcial

VAMOS NAMORAR COM AMOR SINCERO
Marcial Salaverry

Sempre, em todo e qualquer momento, estando vivos,  vamos namorar com muito amor, com muita sinceridade, e isso  é o mais indicado, principalmente para os namorados enamorados, de qualquer idade ou estado civil.
Não é preciso esperar que seja o Dia dos Namorados, que sempre será uma data marcante para aqueles que se amam, embora se possa convir que o comércio tira um pouco do romantismo da data. Sugiro que ao invés da tradicional troca de presentes, os namorados apenas namorem, fazendo uma doação de seu amor. Não há melhor presente, do que o amor presente.
Falando em amor entre namorados (novos ou eternos), nada melhor do que uma mensagem de Norman Mailer para princípio de conversa.
"As pessoas ficam procurando o amor como solução para todos seus problemas quando na realidade, o amor é recompensa por você ter resolvido os seus problemas”.
Bem, esses problemas a que nosso amigo se refere, podem ter diversas origens, pois tanto podem ser financeiros, como pode ser a resolução de problemas de relacionamento porventura existentes. E nesse caso, o amor pode ser a recompensa pela solução encontrada.
Ou pode ser simplesmente uma questão de interesses. Muitas vezes o amor encobre apenas um desejo de melhoria de vida por uma das partes, existindo apenas unilateralmente.
Claro que quando a coisa é encarada sob esse ponto de vista, é um amor fajuto, movido apenas pelo interesse, portanto um falso amor. Mas há que se considerar a outra hipótese. Querem coisa melhor do que resolver problemas que possam afetar o relacionamento entre duas pessoas? Existindo algo que possa eventualmente atrapalhar o relacionamento, que tal sentar pra conversar, aparando arestas?
Claro que o amor pode e deve estar ao alcance de todos, bem como é claro que pessoas problemáticas sempre encontrarão maiores dificuldades para tanto, principalmente se forem problemas, digamos, “cucalógicos”, daqueles que certas pessoas enfiam dentro da cabeça, e não conseguem se livrar. E o ciúme exagerado e possessivo é um desses.
O fato de querer atenção total 25 horas por dia, sempre com cobranças e questionamentos, é algo que abala estruturas, e deve ser evitado, para que se possa manter um relacionamento durante muito tempo.
Podemos dizer que o amor está ao alcance de todos aqueles que souberem encontrá-lo, e principalmente, mantê-lo. Claro que nem todos conseguem ter essa sorte de encontrar seu amor, seja lá por que circunstâncias forem, mas nunca pelo fato de serem ricos ou pobres, ou por qual problema seja. É evidente  que quanto menos problemas houver, mais fácil será manter esse amor, que pode até surgir. Contudo, sempre será mais difícil encontrar alguém que consiga amar pessoas nessas condições. Mas é perfeitamente acontecível. A história está cheia de casos assim, ou seja, de amores nessas condições, aparentemente complicados, mas que são levados a bom termo. Certamente exigirá uma elevada dose de compreensão.
Não podemos ser tão pessimistas, pois todos têm condições de encontrar amores sinceros, sejam pobres ou ricos, bandidos ou policiais, doentes ou sãos. Basta que saibam identificá-los quando e se o encontrarem...
Não se deve generalizar. Concordo que o amor é cego, e não vê títulos, contas bancárias e situação social. Apenas encare a recompensa aludida, não sob o ponto de vista financeiro, mas simplesmente como o amor se desenvolvendo como recompensa pela resolução de problemas de relacionamento entre as pessoas envolvidas.
O ponto fundamental para que um amor viva e sobreviva, é que as partes interessadas entendam que o amor é basicamente uma doação, e assim deve ser encarado. Uma doação de interesses, de carinho, de atenção, de respeito. E deve ser mútua. O amor exige reciprocidade, e não cabe unilateralidade. E em doses iguais.
Como vemos, o amor é algo que exige apenas sinceridade, respeito, compreensão. É preciso entender que nossa parceria não é uma criatura perfeita, como também não o somos. Portanto, o amor deve existir, não apenas por causa das qualidades encontradas, mas sim, apesar dos defeitos localizados. É fácil amar a perfeição, nem tão fácil amar a imperfeição.
Vamos amar, porque é bom para corpo e alma. Mas, vamos saber amar.
E como prova de amor e amizade, desejo-lhe UM LINDO DIA.
 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados