ENFIM ESTAMOS NA MATURIDADE

 

Quando descobrimos que chegamos à maturidade,
precisamos entender exatamente o que vem a ser a tal da Maturidade...
Osculos e amplexos,
Marcial

ENFIM ESTAMOS NA MATURIDADE
Marcial Salaverry
 
Ao chegarmos na maturidade, descobrimos que chegamos naquela fase da vida em que teoricamente já aprendemos tudo o que tínhamos a aprender, e só nos resta contar o tempo. Certamente essa assertiva não é verdadeiramente real, eis que a verdade é que não é bem assim, pois na vida sempre teremos algo mais a aprender, sempre teremos algo a fazer, além de escolher onde iremos fazer o derradeiro repouso...

O ponto exato é que ao chegarmos à maturidade, já passamos por um bocado de experiências, já demos algumas cabeçadas, com as quais deveríamos ter aprendido algo, porém, nem sempre é o que acontece, uma vez que na realidade, podemos observar que muitas lições não foram aprendidas, já que  nem todos aprenderam a analisar corretamente os erros cometidos, procurando evitar repeti-los.

Um dos pontos onde as lições da vida não são aprendidas mesmo, é no que diz respeito ao ponto mais delicado, ou seja, os relacionamentos, e descobrimos como essa questão é complicada, e por não haver um bom entendimento nesse sentido, pode acontecer o fato de um relacionamento de toda uma vida deteriorar-se no fim da caminhada, quando bastaria compreensão, afeto, companheirismo, ponderação para continuar vivendo juntos.

É muito triste ver como casais se separam após 30, 40 ou mais anos de uma vida em comum, e fica no ar a pergunta sobre o que poderá estar acontecendo, para que todo um passado, toda uma vida seja posta de lado, tentando entender que problemas podem estar acontecendo para que apenas agora, quase no fim da caminhada tais divergências sejam descobertas.
Por vezes alguém encontra alguém que parece ser mais interessante que o outro alguém, mas isso é algo muito relativo, e na verdade, cada caso é um caso. Mas que todos merecem uma certa reflexão, é fato. Ainda mais que um comentário que se escuta é que “sempre vivemos bem, mas agora não dá mais”... Contudo, o interessante, é que muitas vezes continuam amigos, mas acham que  a convivência não dá mais... É realmente complexo o assunto.
Por vezes acontece que bastaria que tivessem sabido quebrar uma rotina entediante, descobrindo que pode haver novos sabores ao beijar a mesma boca e abraçar o mesmo corpo, sem sentir necessidade de "buscar algo de novo" para sentir novas emoções, que poderão ser redescobertas na mesma companhia.

Na realidade, aí está o segredo para um relacionamento feliz.  Sempre procurando sentir algo de novo fazendo as mesmas coisas. Sempre procurando buscar o lado bom de tudo, sempre com o mesmo pensamento, que pode ser dito para a pessoa amada numa frase que fala diretamente ao coração, qual seja: “Te amo hoje, mais do que ontem... menos do que amanhã...”.

É evidente que para obter tal resultado, é necessário que as duas partes colaborem. Nada pode ser conseguido unilateralmente. Acredito que nessa altura da vida, poderá ainda ser mais fácil obter-se um bom entendimento.  Afinal, basta um exercício de memória, uma vez que certamente sempre tiveram bons momentos juntos, e por que não relembrá-los?  Repeti-los? Terminar juntos a caminhada que começaram e estiveram lado a lado tanto tempo, é algo que realmente vale a pena tentar, antes de procurar "novas emoções..."

Também é importante exercitar a criatividade, ou seja fazer as mesmas coisas de uma nova maneira. Se o sexo perdeu o interesse, por ter caído naquela mesmice, vamos inovar, fazer coisas diferentes, pensar em fantasias antigas, pois com certeza é hora de buscar as coisas boas da vida. Pensem nisso.
E para ajudar, é importante que hoje e sempre todos tenhamos UM LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados