VIVENDO UM AMOR VIRTUAL

 

O amor virtual sempre envolve alguns perigos, e por isso deve sempre
agir com ponderação e bom senso, como o caso destes amigos que
souberam agir com a razão.
Ósculos e amplexos,
Marcial

VIVENDO UM AMOR VIRTUAL
Marcial Salaverry
 
Realmente o amor virtual pode ser considerado como um fenômeno dos tempos modernos, eis que pessoas se conhecem, ficam amigas, e até se apaixonam virtualmente.

Para muitos, fica difícil aceitar que alguém possa se apaixonar sem que ambos se conheçam pessoalmente. Até bem pouco tempo atrás, para alguém sentir atração por outra pessoa, tinha que haver o contato físico, e assim, as pessoas precisavam se conhecer, se ver, se tocar, para sentir que se gostavam, mas de repente, não mais que repente, surgiu a Internet, trazendo possibilidades mil para os corações solitários, e também para outros nem tanto, mas que desejam conhecer algo novo.  A facilidade de comunicação, e o custo relativamente baixo, facilita a comunicação mesmo a longa distancia. 

O interessante é que através da Internet as pessoas se comunicam com muito mais liberdade do que pessoalmente. Com essa comunicação, podemos conhecer as idéias, a maneira de pensar de muitas criaturas, e através da telinha, fazem-se mais confidências, que tanto podem ser reais, como podem apenas ser fantasias de mentes férteis, mas a grande verdade é que as pessoas abrem o coração, principalmente quando sentem que o interlocutor merece confiança, que é uma pessoa que as "escuta" com atenção e que jamais fará pouco de seus sentimentos.

Numa dessas confidências, uma pessoa amiga disse-me estar apaixonada.  Virtualmente apaixonada. A princípio, sentiu uma afinidade muito forte, que aos poucos foi dominando seu sentimento, transformando-se em amor. E descobriu que havia reciprocidade. Sua parceria de papos emaillisticos confessou-lhe seu amor.

Poderia tudo ter um final simples e lógico, pois bastaria que se conhecessem para viver esse lindo romance de amor.  E assim fizeram. E,  apesar da viverem em locais distantes, combinaram um encontro, para descobrir se a afinidade virtual transportar-se-ia para o real.  E houve o encontro, e houve a mágica total.  Amaram-se e descobriram que seus corpos corresponderam ao amor virtualmente sentido.
Contudo, existe algo impedindo a plena realização desse amor.  Prosaicamente, ambos são casados.  Matrimônios sólidos, bem constituídos, que sequer pensam em desmanchar.
Quando marcaram o encontro, justificavam-se intimamente, dizendo que seria apenas um encontro amistoso, pensando que apenas iriam conversar muito, e que não haveria a atração física. Mas esta aconteceu, e foi  muito forte, deixando-os apaixonados.
Fica agora o grande problema.  Amam-se, mas não lhes é possível viver a plenitude desse amor, e destarte permanecem sem saber o que fazer.
Teoricamente a solução é simples. Analisar a questão, e ver o que é mais importante. A situação familiar, ou a emoção desse amor, ainda mais considerando-se que a situação familiar de ambos, é bem estável, pois amam os parceiros oficiais, com quem vivem há longos anos. 
Assim sendo, o caminho mais lógico é permanecer cada qual com seu casamento, procurando esquecer o que viveram.  Foi lindo, foi forte, mas sempre os laços já existentes são mais lindos, são mais fortes, e devem ser preservados. Uma coisa é o amor cultivado durante muitos anos, e outra é uma paixão forte, avassaladora, mas que poderá se desvanecer, como acontece com paixões assim.

Por mais paradoxal que pareça, penso que devem manter a amizade virtual, desde que consigam “segurar as pontas”, permanecendo dentro da realidade de suas vidas. Mantendo um relacionamento de amigos, não perderão  aquela afinidade que tanto os uniu.  Sendo ambos pessoas inteligentes, saberão o que lhes é mais conveniente.
O ponto mais importante da questão é que, apesar de estarem fortemente envolvidos, souberam ponderar, sentindo que não deveriam desmanchar seus casamentos.
Podem manter os laços de uma amizade muito bonita, mesmo porque um adeus total, deixaria sempre o sabor dos momentos vividos, tornando mais difícil superar essa situação.
Atualmente casos assim repetem-se com muita assiduidade, mas nem sempre os envolvidos sabem manter seu equilíbrio emocional, e pode acontecer alguma crise existencial.
Sempre é importante saber ponderar e analisar cada situação.
E para tanto, desejo a todos, e principalmente aos diretamente envolvidos que possam sempre fazer de cada dia, UM LINDO DIA...
Fica um lembrete muito lembrado em filmes: "Qualquer semelhança com fatos ou pessoas reais, será mera coincidencia.."
                     
 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados