FINALMENTE UMA DEFINIÇÃO PARA O AMOR

 

Finalmente uma definição que encontramos
para tirar todas as dúvidas de quem ainda
não entendeu o que é o amor...
Osculos e amplexos,
Marcial

FINALMENTE UMA DEFINIÇÃO PARA O AMOR
Marcial Salaverry
 
Depois de muitas pesquisas, finalmente encontramos uma definição para definir definitivamente o que é o Amor, pois para tentar entende-lo, sempre foi uma das 10 melhores maneiras de fundir a cuca de vez, pois o amor supera conceitos e preconceitos. Explica-lo, então, é algo que atinge o patamor de que é impossível. Um certo poeta tentou explicar, e chegou a esta conclusão, depois de fundir a cuca de vez:
 
"O QUE É O AMOR?
Marcial Salaverry
 
Pergunta sem resposta...
O amor é isso... o amor é aquilo...
É um não sei o que... que vem não sei de onde,
e nos faz fazer sei lá o que...
O certo, é que o amor na verdade,
é um pouco disso... um pouco daquilo,
misturado com alguma coisa,
que faz com que alguém deseje alguém.
Faz unir pessoas diferentes,
enquanto separa semelhantes...
Coisa inexplicável, mas que todos querem...
Amor... coisa realmente maluca,
que endoidece também...
Não se explica... se sente...
Quando se ama, e se é amado, é o mais lindo presente...
É querer  estar acompanhado,
é ter aquele alguém especial, sempre ao lado...
Pode ser até mesmo no virtual,
que deixa qualquer um maravilhado...
O amor é sensacional, quando se está apaixonado.
Então... o amor é isso... é aquilo...
Não me deixa preocupado tentar defini-lo.
Basta vivê-lo, e ter ao lado,
seja no real ou no virtual,
a presença do ser amado.
Será isso normal?"
 
Como vemos, com esta  explicação perfeitamente lógica, podemos dirimir quaisquer dúvidas que ainda possam existir em algumas almas mais descrentes.
O fato realmente iniludível, é que ele existe. Parece ser um vírus que contagia pessoas menos prevenidas. Mas consta inexistir qualquer tipo de vacina. Então, mais vale simplesmente aceitar sua existência, e tentar curtir ao máximo quando ele aparece. Por vezes nos deixa de cama, que aliás é seu grande objetivo...

Como tentar entender um sentimento que pode unir pessoas que nada tem em comum, além do amor que as une? E pessoas que são totalmente compatíveis nada sentem uma pela outra? Tem explicação semelhante isso? Por vezes encontramos casais completamente heterogêneos que vivem em perfeita harmonia, apesar de em nada combinarem, mas se amam, e vivem bem. Tem lógica? O amor ultrapassa barreiras de cor da pele, de idade, de religião, de rixas familiares, de distancia, de preferências sexuais ou futebolísticas. E até políticas.

Enfim, o amor deixa qualquer pessoa fora do juízo normal, e quem tenta explica-lo mais ainda.
Portanto, está aí o amor. Vamos esquecer tentativas de explicá-lo, mas vamos curti-lo o máximo possível, pois bem cuidado, não sofre desgaste. Portanto, use e abuse, e  cuide bem de seu amor. Se deixar deteriorar, nem sempre encontra outro que o substitua à altura. E quando um amor tem seu prazo de validade vencido, faz uma falta doida, e precisa ser substituído com urgência, para que não se sofra de um mal chamado “carência afetiva”...

E com essas idéias, vamos curtir também UM LINDO DIA, preferencialmente ao lado de um amor...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados