AGORA VAMOS FALAR DE AMOR

 

Vamos falar de um assunto novo, e sobre o qual
nada ainda foi escrito... O AMOR...(que será isso?)
Osculos e amplexos,Marcial
AGORA VAMOS FALAR DE AMOR
Marcial Salaverry
 
Agora vamos falar de amor, pois o amor sempre será o tema mais inesgotável que existe, eis que por mais que se fale, por mais que se escreva, nunca conseguiremos chegar a uma conclusão, que possa ser definitiva, e a respeito,  li uma frase que achei muito interessante, de autoria do famoso L’Inconnu, que diz simplesmente o seguinte:
 
"Amor não se conjuga no passado, ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente."

Não deixa de ser verdade.  Todavia, tenho algumas restrições, pois se pode amar muito uma pessoa, porém se não existir a reciprocidade, esse amor forçosamente tende a arrefecer, salvo se a pessoa for masoquista, pois o amor é uma estrada de duas mãos.  Não pode ser unilateral, e assim,embora tenha havido o amor, deixou-se de amar por faltar o retorno...
 
Existem outras condições que podem "matar" o amor de uma pessoa, como por exemplo, a violência física. Alguém ama outro alguém, de repente, o outro começa a agredir a pessoa, a usar da violência, nesse caso, acredito que isso acaba com o amor, salvo se a pessoa gostar de apanhar, o que, apesar de parecer incrível acontece, porque tem quem gosta...
 
 A traição também.  Só que esta nem sempre mata o amor, apenas acaba com a confiança, que é a base real do amor.  Mas não é isso que mata o amor, pode acabar com o relacionamento, mas o amor persistirá.  Com um travo muito amargo, mas persistirá, embora a relação não seja mais a mesma, e nesse caso sim, nosso amigo está certo.
 
Por vezes uma traição pode trocar o amor pelo ódio, que, verdade seja dita,  é um sentimento muito perto do amor, e que não deixa de ser amor, embora seja um amor negativo, mas não deixa de ser amor.  Nunca sentimos ódio por alguém que nos é indiferente, mas sim por alguém a quem um dia amamos, e que feriu muito fundo nossos melhores sentimentos. Mesmo nesse caso, o ódio não cabe, pois é um sentimento muito mesquinho. Se alguém não quer nosso amor, ou se feriu nossos sentimentos, é melhor despreza-lo e esquece-lo, do que odiá-lo, pois isso não o deixará sair de nosso pensamento. O esquecimento e o desprezo, são um castigo melhor do que o ódio.
 
O que melhor acompanha o amor, é a amizade, e até podemos dizer que amor e amizade são dois sentimentos que andam de mãos dadas.  Costuma-se dizer que amor é um sentimento dedicado aos enamorados.  Grande engano.  O sentimento que une os amigos, é amor, sim, mas  amizade é a verdadeira expressão do amor.  Muitas vezes fazemos por uma pessoa amiga, grandes favores ou sacrifícios, que talvez não fizéssemos a um parente, ou mesmo a um conjugue. Isso realmente é um ato de amor, pois algo que nos abala muito, é quando sabemos que aconteceu algo de ruim a alguém a quem consideramos Amigo.
 
Considero a amizade verdadeira, aquela que dedicamos a poucas pessoas, como Amor. É um Amor sem interesses outros, senão o bem estar e a felicidade da pessoa amiga.
 
Agora, de verdade, o mais belo de todos os sentimentos, é quando conseguimos sentir uma grande, uma enorme amizade pela pessoa a quem amamos. Existindo a reciprocidade então...é o Céu. Isso é a FELICIDADE, plena total e completa, e que merece ser vivida em plenitude...
 
Uma coisa é certa: a Felicidade merece um capítulo à parte...é uma outra história, que fica para uma outra vez...

Isto posto, espero que todos (até mesmo L’Inconnu), tenham UM LINDO DIA.

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados