DIA DOS NAMORADOS

 

Então, agora ele chegou, o famoso "Dia dos Namorados". Na verdade, Dia dos Namorados são todos os dias que passamos ao lado de quem amamos.

Resolveram descobrir um dia determinado para que haja um motivo a mais para uma comemoração especial, para um romance mais especial e, por que não? Para uma troca de presentes, dando assim uma ajuda ao comércio.

Embora possa parecer, não estou criticando esse dia tão especial para todos aqueles que tem esse amor ao lado. Para quem não tem, também vale uma recordação.

Lembrar também é namorar, por que não? Momentos gostosos vividos juntos sempre são "recordáveis". Namoro unilateral, solitário? Também serve, e economiza-se o presente...

O namoro, sem dúvida, é a fase mais gostosa do relacionamento. Encontros românticos. Passeios no jardim. Cinemas. Jantarzinho a dois. Motel (que ninguém é de ferro). Puro jogo de sedução, com cada qual mostrando seu lado bom, carinhoso e romântico para o outro. Beleza pura.

O passo seguinte, que pode ser o casamento, ou simplesmente a "junção dos trapinhos", é que vai determinar o que vai ser a vida futura do casal. Se o namoro prossegue, ou se a convivência vai determinar que cada qual mostre sua verdadeira face, e aí, podem surgir as desinteligências, e fim de tudo.

Existem alguns fatores que sempre podem permitir que a vida transcorra num eterno namoro. E que devem ser observados desde o início do relacionamento. Vejam só:

SINCERIDADE: é um ponto fundamental que deve ser observado desde o primeiro dia. Mentiras devem ser evitadas, porque quando descobertas são sempre as sementes de futuras e sérias desconfianças. Os parceiros devem mostrar-se como são. Com suas manias, com seu jeito próprio de ser. Assim, se houver algo que desagrade, as coisas poderão ser acertadas desde o início.

DIÁLOGO: ponto importantíssimo. E é com diálogo que as diferenças poderão ser acertadas. Um poderá expor ao outro do que gosta ou não gosta, e os acertos poderão surgir. Ou não. Caso existam diferenças irremovíveis, certamente será melhor cortar-se a coisa pela raiz, do que mais tarde, quando estiverem mais envolvidos.

COMPREENSÃO: dentro do diálogo, as diferenças poderão ser acertadas, desde que haja compreensão de parte a parte. O ajustamento é obtido, aparando-se arestas. Um cede de um lado, o outro cede do outro, e os acertos vão surgindo, e o namoro vai prosseguindo.

RESPEITO: É aqui que a porca torce o rabo. Cada qual deve aprender a respeitar o espaço do outro. "Meu direito termina onde começa o teu, e o teu onde começa o meu".

Numa vida a dois isso é muito importante, não tenham dúvidas. Nunca um deve prevalecer absoluto e soberano sobre o outro. O entendimento é o segredo.

Não tenham dúvidas de que, sabendo-se observar os pontos acima, qualquer relacionamento permanece em clima de namoro pelos anos afora.

É muito fácil, e muito difícil obter-se esse resultado, pois tudo deve ser iniciado, conversado, vivido a dois.

Não se pode esquecer que são duas personalidades diferentes, com criações diferentes, e que de repente se juntam. No início, repito, tudo são flores. E é bem possível conseguir que fiquem sendo sempre flores, que tenhamos 365 Dias dos Namorados a cada ano, e durante muitos e muitos anos. Durante toda a vida.

Basta que se saiba viver a dois. Basta que ambos saibam respeitar-se, e respeitar a personalidade um do outro. Havendo uma dose muito grande de compreensão e carinho, até mesmo personalidades opostas podem se entender. Maleabilidade é exigível. Saber ouvir é importante. Entender quando o parceiro está em crise, e ajudá-lo a superar o momento difícil, é vital. Perceber quando temos que ceder, e quando temos que exigir.

É complicado? É difícil? Claro que é. Mas é muito recompensador quando, depois de muitos anos de vida em comum, um olha nos olhos do outro, e com toda a sinceridade do mundo, diz, de coração aberto: EU TE AMO HOJE, MAIS DO QUE ONTEM, E MENOS DO QUE AMANHÃ.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS A TODOS OS ENAMORADOS.

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados