VAMOS COMEÇAR DE NOVO

 


Por vezes nos vemos na contingência de
sentir a necessidade de repensar a vida,
e recomeçar tudo...
Osculos e amplexos,Marcial

VAMOS COMEÇAR DE NOVO...
Muitas vezes, premidos por circunstâncias da vida, deixamos sonhos, desejos, coisas que queríamos fazer para trás, devido à luta pela subsistência, e assim, muitas vezes temos que ser práticos, e encarar a realidade. E nessa realidade, nem sempre há lugar para os sonhos, para coisas que realmente gostaríamos de fazer.
Pode ser uma faculdade, um curso de pintura, uma viagem ao redor do mundo...quantas coisas a vida nos faz esquecer.
Esquecer... nem tanto. Não digo esquecer definitivamente. Empregando linguagem "computadorística", não deletamos, mas sim salvamos em uma pasta, e deixamos lá guardado aquele sonho irrealizável no momento. Quem sabe se num futuro próximo ou distante poderemos ter condições para realizá-lo...
Muito a propósito, li uma mensagem muito interessante, creio que de autoria de meu amigo L'Inconnu, que se aplica ao tema de hoje:
É sempre hora de recomeçar. Quando os sonhos se mantém, a imaginação criativa os transforma em realidade.
Sem a menor sombra de dúvida, encerra uma grande verdade. Nunca podemos deletar os sonhos, por os julgarmos irrealizáveis. Se circunstâncias de momento nos impedem de fazer isto ou aquilo que consideramos ser importante para nossa realização pessoal, vamos deixar de lado, mas momentaneamente, pois sempre surgirá a oportunidade de concretizarmos esse anelo.
Através do "Milagre da Internet", muitas pessoas que sempre levaram uma vidinha prosaica, limitando-se às coisas corriqueiras do dia a dia, de repente viram uma oportunidade de desenterrar do baú velhos sonhos, e começaram a redespertar para vida, escrevendo contos, poesias, poemas, livros, mensagens, receitas, enfim, escritos, provocando na Internet uma grande explosão literária.
Em sua maior parte, esses "novos" talentos, são pessoas que em sua juventude, ensaiaram alguns escritos, fizeram algumas "brincadeirinhas literárias", que foram deixadas no fundo do baú.
Além da existir a necessidade de lutar pela subsistência, há que se notar que na época, as dificuldades para divulgação, eram enormes.
Era outra época. Os livros custavam caro para editar, e além disso, as editoras só queriam autores "de nome", e novos autores pouco ou nenhuma chance tinham, e os sonhos foram ficando para trás. Mesmo porque o brasileiro nunca foi muito adepto da leitura.
Agora, surgiu a oportunidade de recomeçar com os sonhos. Existe muita facilidade para divulgação dessas "obras primas". Sim, para o autor, sempre será uma obra prima.
A modernidade da Internet veio confirmar que "é sempre hora de recomeçar"...e os sonhos que foram mantidos arquivados lá no mais recôndito da alma, agora estão se transformando em realidade.
Nunca se escreveu tanto, nunca se leu tanto como agora. Basta que se veja a quantidade de sites voltados para a Literatura que existem na Internet.
Muita gente que jamais quis folhear um livro de poesias, agora se delicia lendo poemas tanto de autores consagrados, quanto de novos.
E essa grande verdade atual, não se aplica apenas aos sonhos literários. Se alguém teve que abandonar uma faculdade por falta de recursos na época, procure fazê-la agora. Nunca é tarde para um recomeço.
Se seu amor não pode ser concretizado naquela ocasião, por que não tentá-lo agora?
Se aquela viagem foi tantas vezes adiada, e continua sendo...não desista, pois um dia poderá surgir a ocasião.
Como está acontecendo com nossos "artista internetários" de agora, ou seja, aqueles que não deletaram os escritos, e agora estão conseguindo realizá-los. E isso é muito bacana. Falo por experiência própria. É incrível a felicidade que propicia sentirmos a realização de um sonho antigo (e bota antigo nisso).
E não se esqueçam, de que desistir de um sonho, sempre é morrer um pouquinho...
Só temos que tomar cuidado, pois existem sonhos que podem virar pesadelos...
Vamos para uma realidade... UM LINDO DIA PARA TODOS.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados