AFINIDADE...O QUE SERÁ ISSO?

 

Pessoas que tem afinidades entre si, comunicam-se melhor, tem um entendimento mais rápido e fácil. Quase que advinham os pensamentos, pressentem reações a certas atitudes.

Cabe uma pergunta inicialmente: Exatamente, o que vem a ser Afinidade? Ainda não se chegou a uma definição definitiva. Tentemos explicar.

É um sentimento interessante, tem um quê de Amizade, sem aquele vínculo mais forte que é criado quando se é amigo de fato e de direito de alguém. Não falo dessas amizades que se esboroam ao menor desentendimento, mas sim dessas amizades que resistem aos contratempos, que resistem à passagem do tempo, permanecendo imutáveis, e para que elas aconteçam, é imprescindível que haja afinidade no grupo. Sem afinidade, não se forma uma boa amizade, e sequer se chega ao Amor.

Poucas pessoas conseguem formar e manter essas belas amizades, que conseguem mesmo resistir ao amor. Claro que para o amor persistir, é necessário que hajam amizade e afinidade.

Pobres seres infelizes que não conseguem manter seus amigos... ou seus amores.

Para que a amizade seja mantida, existe a necessidade de haver uma certa afinidade entre os parceiros. E volta a pergunta: O que vem a ser Afinidade? Vou tentar explicar.

Para que exista afinidade entre duas ou mais pessoas, não importa o tempo, a ausência, ou a distância. Os sentimentos "batem", não importa se estão juntos ou não, pois sempre que existe o encontro, pessoal ou não, o diálogo, o carinho serão retomados sem quaisquer problemas.

Por vezes, as afinidades se manifestam mesmo antes de se conhecerem, tal a sutileza desse sentimento. É atemporal. Mesmo em ausências prolongadas, nunca deixa de se manifestar, pois independe da presença física. Mantém-se latente, como que esperando o reencontro.

Quando as pessoas são "afínicas", elas se sentem, se percebem mesmo à distância. Não há como explicar pois é uma comunhão total de idéias. As pessoas afínicas, pensam em analogia, a respeito dos mesmos fatos que as impressionam, comovem e sensibilizam.

Nesses casos, a verdade é que as pessoas não conseguem sentir contra, sem sentir para. E não precisam ter necessidade de explicação para o que estão sentindo. Basta um olhar para um perceber o que outro quer, ou deseja dizer.

Estamos sempre prontos a defender nossos amigos afínicos.

A afinidade aguça a sensibilidade das pessoas, por ser um sentimento singular, discreto e independente. Só pessoas sensíveis conseguem desenvolvê-la adequadamente, pois nas questões "afínicas", não pode haver orgulho nem soberba, sempre exige uma dose de renúncia. Por vezes precisamos superar nossa própria vaidade, para socorrer a um amigo.

Pode existir a quilômetros de distância, mas é percebida pela maneira de falar, de escrever, de andar, de respirar...

Na verdade, mesmo em casos de separação, ela sobrevive galhardamente. Mantém-se imutável, pois contrariamente ao amor, parece que a ausência física desenvolve ainda mais o sentimento.

Todavia, uma coisa é certa, para que a afinidade sobreviva, é imprescindível que haja entre os componentes da parceria, uma comunhão absoluta de idéias e ideais.

Digo entre todos os componentes, porque contrariamente ao amor, a afinidade pode se manifestar em um grupo de diversas pessoas, sem quaisquer problemas, muito pelo contrário. Não sendo portanto, um sentimento exclusivista .

Enfim, a afinidade, é a verdadeira base para a amizade e para o amor. A amizade não sobrevive sem afinidade, e o amor não sobrevive sem ambos.

Assim sendo, meus afínicos amigos, tenham todos UM LINDO DIA.

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados