ESTADO DO MARANHÃO - SÃO JOSÉ DO RIBAMAR

 

 


ESTADO DO MARANHÃO - São José do Ribamar

Marcial Salaverry

 

Seja história, seja estória, o certo é que São José é o padroeiro do Maranhão, e existem muitos pontos em que lenda e história se confundem, e São José do Ribamar não foge à regra.

Tudo começa quando um navegador português nos idos do século 17 foi salvo de um naufrágio por um milagre de São José, e mandou fazer uma imagem com a Sagrada Família, construindo em localidade chamada de Arribamar uma capela para guarda da imagem. Não existem dados concretos sobre quem teria sido esse navegador.

Muitas histórias ou estórias já foram contadas sobre São José. Muitos milagres são-lhe atribuídos, desde curas de doenças incuráveis, até melhoria de vida. Enfim, pode-se dizer que milagres não existem, mas o certo é que muitas curas aconteceram após pedidos a São José, fato testemunhado pelos ex-votos deixados na “Casa dos Milagres”.

O fato é que, para homenageá-lo erigiram uma igreja, com a frente voltada para a praça, oferecendo as boas vindas aos visitantes, e os fundos para o mar, ficando a estátua de São José de costas para o mar. A igreja e a estátua desabaram por três vezes, até que chegaram à conclusão de que São José queria mesmo era ficar olhando para o mar... A igreja então foi reconstruída de frente para o mar, e a estátua olhando para lá, e até hoje a igreja está de pé.

Em homenagem ao santo e à localidade (cujo nome mudou de Arribamar, para Ribamar), muitos maranhenses levam o nome de José, ou de Ribamar, quando não recebem o nome completo, de José de Ribamar, ou somente José Ribamar.

Esta é outra localidade que teve uma mudança gigantesca, pois era uma localidade de acesso dificílimo, com um arremedo de estrada com buracos que mais pareciam crateras, sendo um desafio para os amortecedores chegar até sua praia. Quase nada havia além da Igreja de São José, da praia que desaparecia completamente com a subida da maré, e alguns quiosques onde se podia comer o tradicional peixe pedra, delicioso por sinal.

Hoje, São José do Ribamar é um próspero município, com uma bela estrada totalmente asfaltada e conservada, inúmeros restaurantes, hotéis e pousadas, além de um comércio em franco desenvolvimento. 

A pequena pracinha que havia, foi transformada em uma belíssima praça. Para substituir a antiga estátua da Sagrada Família, que em seu último protesto contra a colocação indesejada, caiu e quebrou, foram erigidas oito estátuas em volta da nova praça, contando toda a saga de São José, desde seu noivado com a Virgem Maria, nascimento de Jesus e sua morte.

Algo que merece ser visitado.

A Igreja de São José, que antes dava as boas vindas para quem entrava na cidade, com os fundos voltados para o mar, agora está de frente para o mar, e nunca mais ruiu. A estátua dos três, foi substituída por uma gigantesca estátua de São José, também voltada para o mar, colocada estrategicamente no alto de um mirante que permite uma visão deslumbrante da Baía de São José, e parece que realmente São José aprecia o visual, pois continua firme, com um visual delsumbrante à sua frente.

Os ecologistas poderão dizer que a Natureza foi prejudicada, mas na realidade não foi, pois a praia continua natural e selvagem como sempre foi, com sua maré subindo e descendo os nove metros de praxe, que tanto a cobrem completamente, como deixam uma grande extensão de areia à disposição. E para facilitar a vida dos moradores das incontáveis ilhotas que existem na região, e sempre dependeram dos caprichos do mar para poder usar os barcos na travessia para casa, foi construído um grande quebra mar e um píer que permite o atracamento de barcos a qualquer hora do dia, independendo da situação da maré.

Assim era e assim é São José do Ribamar, e mais uma vez parabenizo os responsáveis por esta incrível melhoria, que transformou um vilarejo para poucos visitantes, num local em condições de receber turistas de todo o mundo.

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados